+

Estrutura

O Laboratório de Investigação Médica (LIM-51) da Disciplina de Emergências Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo está localizado no terceiro andar do prédio da Faculdade de Medicina, ocupando uma área física de aproximadamente 150 m2. Além dessa área exclusiva do laboratório, existe outra compartilhada com a Disciplina de Pneumologia; um laboratório onde está instalada toda a estrutura de uma Unidade de Terapia Intensiva e são realizados experimentos de ventilação assistida e cuidados intensivos para animais de médio porte. Esse laboratório encontra-se no 2o andar do mesmo prédio e tem uma área de 40 m2.

O Laboratório contempla várias divisões devidamente equipadas e habilitadas a executar tudo o que for necessário para a realização de pesquisa científica, a saber:

  1. Sala de Cultura de células
  2. Sala de cirurgia
  3. Preparo de lâminas para histologia
  4. Analisador de imagens
  5. Patch-clamp
  6. Biologia molecular e proteômica
  7. Estudo de comportamento
  8. Experimentos específicos
  9. Unidade de terapia intensiva para animais
  10. Equipamentos comuns
  11. Computadores para estudo

  1. Sala de Cultura de Células
  2. A sala de cultura de células está equipada com um fluxo laminar e todos os instrumentos necessários para lavagem e preparo do material usado nos experimentos.

  3. Sala de cirurgia
  4. A Sala de Cirurgia está devidamente equipada com mesas cirúrgicas, focos, todo instrumental cirúrgico e de microdissecção, lupas para microcirurgia, com braço retrátil e foco próprio, monitores e transdutores que permitem a monitorização de pressão e fluxo entre outros e ventiladores para pequenos animais, permitindo cirurgias mais longas.

    Existe também estrutura para esterilização de material, o que possibilita que sejam realizadas cirurgias em ambiente estéril.

    Essa estrutura é usada em experimentos os mais variados:

    1. Modelos animais de choque e reperfusão, local e global
    2. Modelos animais de sepse
    3. Preparo de culturas primárias de células de diversos tecidos (células da parede arterial, cardiomiócitos, etc.)
    4. Retirada de órgãos e tecidos de animais de diversos protocolos experimentais

  5. Preparo de lâminas para histologia
  6. Todas as lâminas histológicas dos os experimentos realizados no LIM-51 são processadas e preparadas em nosso próprio laboratório. Para isso contamos com:

    1. Histotécnico completo
    2. Criostato
    3. Micrótomo
    4. Central de inclusão em parafina
    5. Microscópio

    Nossa central prepara, para futura análise pelos pesquisadores, aproximadamente 1500 lâminas por mês. Além do preparo de colorações simples, como HE, temos tecnologia e material para realização de colorações especiais (histoquímica, por exemplo, para marcação de colágeno) ou imunohistoquímica.

  7. Analisador de imagens
  8. As lâminas histológicas de tecidos ou células são analisadas em nosso próprio laboratório, através de um sistema, localizadas em câmara escura específica, composto por um microscópio Leica, com leitura de fluorescência. Todas as imagens são analisadas por um programa eletrônico específico (software).

    Esse equipamento é usado para análise de lâminas nos mais variados experimentos, como por exemplo:

    1. Mensuração de área de necrose em modelo experimental de infarto cerebral ou do miocárdio
    2. Mensuração do tamanho de placa aterosclerótica em modelo experimental de aterosclerose
    3. Identificação de tipos celulares específicos em processos inflamatórios
    4. Imunohistoquímica ou imunofluorescência

  9. Patch-clamp
  10. Temos em nosso laboratório toda a aparelhagem necessária para realização de experimentos de patch clamp:

    1. Gaiola de Faraday
    2. Micromanipuladores
    3. Amplificadores
    4. Estirador automático de pipetas
    5. Softwares específicos para análise dos dados

  11. Biologia molecular e proteômica
  12. Em nosso laboratório utilizamos a biologia molecular como instrumento para entender fenômenos complexos em animais ou células em cultura. Assim, temos toda a estrutura para realizar experimentos de:

    1. Genotipagem
    2. Determinação de RNAm, por RT-PCR
    3. Determinação da expressão de proteínas por imunoblot
    4. Ensaios de zimografia, nitrosilação proteica
    5. Eletromobilidade em gel

    Para isso, contamos com os aparelhos:

    1. Termociclador para análise de reações de PCR quantitativas em tempo real (Real Time – PCR)
    2. Termociclador
    3. Centrífuga refrigerada
    4. Vortex
    5. Analisador de imagem que permite a revelação de géis de agarose ou SDS-PAGE, provendo análise quantitativa das bandas de RNA ou  proteínas detectadas.
    6. Cubas para separação em gel

  13. Estudo de comportamento
  14. Em experimentos específicos, estudamos modelos experimentais de prevenção de lesão cerebral. Para estudo posterior do comportamento, utilizamos:

    1. Caixa de esquiva
    2. Telemetria
    3. Quatro gaiolas de comportamento (com roda, etc)
    4. Antena/transmissor
    5. Receptor/transdutor/decodificador
    6. Computador e software específico para análise dos dados

  15. Experimentos específicos
    1. Para realização de ensaios de detecção de espécies reativas de oxigênio:
      • Luminômetro (Berthold)
    2. Leitura de placas de ELISA
      • Leitor de placa com capacidade para leitura de absorbância, luminescência e fluorescência (Molecular Devices) além de aparelho capaz de realizar múltiplas dosagens por ELISA simultaneamente (tecnologia Multiplex), MagPix (Luminex Corp)
    3. Preparações de músculo papilar isoladas

      • Leitor de tensão com computador acoplado e software específico
    4. Experimentos de reatividade vascular

      • Banho de órgãos
      • Transdutores de tensão
      • Computador e software específico
    5. Preparação de Langendorf: bombas e transdutores

  16. Unidade de terapia intensiva para animais

    Essa unidade é utilizada juntamente com a Disciplina de Pneumologia. Lá são realizados experimentos onde animais de médio porte (coelhos, porcos) são mantidos sob ventilação mecânica e monitorizados para experimentos de longa duração.

    Essa unidade conta com monitores (Dixtal), ventiladores e aparelho para medição de gases e íons. Além disso, existe toda a estrutura de gases, computadores (4) e softwares para análise dos dados.

  17. Equipamentos comuns
  18. A área de equipamentos de uso comum incluem todos os equipamentos que são usados para tarefas diárias e simples do laboratório:

    1. Centrífuga
    2. Medidor de pH
    3. Balanças
    4. Agitadores
    5. Vortex
    6. Garrafas de nitrogênio líquido
    7. Banhos
    8. Geladeiras (3) e freezers (3) e ultrafreezers (-80oC) (3)

  19. Computadores para estudo
  20. Os pesquisadores, pós-graduandos e alunos do LIM-51 têm à sua disposição 16 computadores, ligados em rede e à internet, onde podem realizar seus estudos. Seis desses computadores ficam numa sala específica, só para os alunos. Todos os computadores possuem softwares para realização de trabalhos básicos (planilhas, processadores de texto, apresentações) ou mais avançados (estatística, análise de imagens)